Emport Home

 

Informação geral


 
Km: 15 007 km²
Popaulação: 1.153.800 (PNUD 2011)
Moeda: Dólar de EEUU (USD). €1 = 1,29225USD
Modelo de governo: República semi-presidencialista.
Línguas oficiais: o tétum e o português. Para além destas, também são falados o inglês e o bahasa indonésio como línguas de trabalho. Falam-se, ainda, inúmeras línguas locais. Há cerca de dezasseis línguas, entre as quais destacam o galole, o mambae e o kemak.
 

Situação política atual do país.

Timor tem uma localização e geografia muito características. Encontra-se no arquipélago indonésio, a norte da Austrália, e ocupa a metade leste da ilha de Timor, no oceano Índico. Inclui as ilhas de Ataúro (Pulo Cambing) e Jaco (Pulo Jako).
Os portugueses foram os primeiros europeus a chegar a Timor, em 1512. Durante quatro séculos, Portugal exerceu o seu domínio sobre a ilha exclusivamente para fins comerciais, explorando os recursos naturais sem quase avançar na colonização do território. Mais tarde cederiam parte do território aos Países Baixos.
Em 1975, Timor Leste foi invadido pela Indonésia, que passou a considerá-lo uma das suas províncias enquanto Portugal ainda controlava parte do país. Timor Leste ainda sofre as consequências da luta contra a ocupação indonésia, que durou décadas e deixou danificadas as infraestruturas do país, provocando a morte de umas cem mil pessoas. Não foi até 1999 que a Indonésia teve que aceitar um referendo sobre a independência organizado pelas Nações Unidas. 80% dos votos foram a favor da independência. Desde aquela altura, o processo de democratização tem avançado sob a tutela desta organização internacional, que tem uma missão especial (UNMIT) que ainda vigora.
Timor é um país em crescimento, mas que continua a ser maioritariamente pobre e rural. Cerca de 40% dos seus habitantes vive abaixo da linha da pobreza, quer dizer, subsistem com menos de 1,25 dólares por dia, e a iliteracia atinge cerca de metade da população. Por outro lado, embora o país tenha um índice de desenvolvimento humano médio (anteriormente baixo), espera-se que o crescimento percentual da sua economia esteja entre os mais elevados do mundo nos próximos anos.
 
This project has been funded with support from the European Commission. This publication [communication] reflects the views only of the author, and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein.